quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Olhar fulminante

Ia sentado nos bancos de trás, quando vejo uma manobra que só não provocou um mega acidente, vá-se lá saber como. De tão espantado que fiquei, até me esqueci que ia no tal carro. Confesso que me assustei com aquele olhar fulminante, assim que gritei: "Que manobra foi essa, ó boi?"

8 comentários:

Tá-se bem! disse...

Acreditas que hoje estava a beber o meu cafezito na esplanada do costume que fica à beira da estrada quando de repente pummmmmm!! (um na traseira do outro... )

Pronto, a gente aqui no campo não tem muitos motivos de conversa e aquilo lá animou um cadito! hihihi

abraço :p

bjecas disse...

Tens amigos skisitos...

\m/

Pintinho disse...

Já tens conversa para hoje. Os que bateram é que não devem ter ficado muito satisfeitos...

Abraço

Pintinho disse...

É verdade Bjecas, alguns não são nada como eu.

Abraço


P.S. Também tenho amigos humanos...

Cabra Expiatória disse...

G'anda boi que ía a conduzir, fds! É que é realmente um GANDA BOI!

Olha p'ra'quilo!!!
Os cornichons mal cabem no carro, está quase com os horns no tejadilho... não será melhor um tecto de abrir? Ou então andar de BUS, sempre impede que existam tantos BOIS com carta...


não sei...


... mas adoro o ar dele.

Bjoca, jovem Skywalker!

Taralhoca disse...

Boi onde?
Mas será que ninguém vê que é uma vaca?

Pintinho disse...

Tens razão Cabra Expiatória, se andassem mais de transportes públicos, andavam menos BOIS na estrada.


Beijoca

P.S. A Força é forte em ti...

Pintinho disse...

Taralhoca, se calhar é um boi maricas...

Porque e que toda a gente pensa que os bois são todos pretos?...


Beijoca