quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Fidel deixa Livro de Normas

Fidel Castro Ruz renunciou ao cargo de ditador, ou de "Presidente do Conselho de Estado e Comandante em Chefe" como ele prefere.
O próximo no comando devera ser o seu irmão Raúl, apesar de ainda não se saber se este será indigitado por Fidel ou se serão encenadas eleições para dar um aspecto mais democrático.

Fidel está plenamente confiante que Cuba continuará no rumo certo, uma vez que deixa um livro de directrizes, sobre o que fazer em todo o tipo de possíveis situações que se lembrou.

Segundo o "Comandante", respeitar este livro é crucial para o sucesso da revolução (que para quem não sabe começou em 1959).

O Carimbo não pode no entanto continuar com actualizações, porque o seu enviado especial em Cuba, Carlos Fagundes, foi detido entretanto por ter dito "democracia" em voz alta.

5 comentários:

parvinha disse...

Não sei porque não tenho a minima piedade por este tipo.

Lamento pelo povo cubano, são um povo muito rico intelectualmente e não se podem movimentar de forma nenhuma.

Beijoka

António de Ramalho Rijo disse...

Vi este homem subir e agora vejo-o descer..
Puta que pariu o Fidel.
Vivam os charutos!

Tá-se bem! disse...

ahahaha! Assim, Fidel passa a ser "Presidente do Presidente do Conselho de Estado e Comandante do Comando do..."
As melhoras do enviado especial! :D

Ah e passa lá no blog (resposta às asneiras)
:))

Rp disse...

Não duvido nada!! Abraços!

Pintinho disse...

Pois é Parvinha, é uma pena um povo com tanto para dar, estar assim reprimido!
Beijo


Amigo Rijo, vai uma charutada em honra a Cuba!


Tá-se, a embaixada do Carimbo Azul em Cuba está já a tratar do assunto...


Nem eu RP!