segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Lei anti-tabaco - 14º dia

Quase duas semanas depois da proibição de fumar em locais públicos, já se notam algumas alterações nos comportamentos dos fumadores. Embora possam parecer estranhos alguns dos fumadores resolveram fumar todos os cigarros possíveis durante as pausas de trabalho para que os níveis de nicotina no corpo não desçam muito.
Com tudo isto começaram já aparecer apostas para o maior fumador.
Os sindicatos já acusaram o governo de estar a apoiar o jogo clandestino com esta lei do tabaco.

Certo é que até à data o maior fumador é Marcolino Souza Cruz residente em Chabregas e que é motorista de uma ambulância no INEM.

Para que os residentes da zona fiquem mais descansados, Marcolino fez questão de informar que a maioria dos cigarros que fuma não tem droga estando por isso salvaguardada a integridade física de todos os que transporta.


Um comentário:

Diwizinha disse...

Ora bem então vamos lá por partes:

Primeiro viva esta lei que me faz pensar que (pelo menos em 0,00000000000000000000000000000001% das coisas em Portugal) o nosso país se aproxima dos que estão "mais acima" ou "mais desenvolvidos". Eu continuo a ser da torcida do desenvolvimento!

Em segundo lugar...pobres fumadores!! Se querem fumar vários cigarros nos intervalos dos seus trabalhos pois deixem-nos...desde que seja nos locais certos. Afinal o anúncio "o tabaco mata" nos maços, se não fez sentido para eles até agora, também não há-de fazer nesta nova moda.

E, em terceiro lugar, acho que deviam repensar o facto de os condutores de ambulâncias aderirem à nova moda de fumar... Pois se não se pode beber nos locais públicos é de esperar que, pelo menos à noite, as pessoas se vinguem no álcool...e depois?! Quem leva os meus amigos ao hospital a tempo de não entrarem em coma alcoólico irreversível? Hein? Hein?

Pequenas coisas a pensar... =P Corre no sangue dos Pinto [eheh]

Xo Xo Xo